Homem da “mata leão” e imobiliza suspeito de furto até a chegada da polícia em Pimenta Bueno - Ao Vivo Rondônia

Homem da “mata leão” e imobiliza suspeito de furto até a chegada da polícia em Pimenta Bueno

06/02/2015

Homem da “mata leão” e imobiliza suspeito de furto até a chegada da polícia em Pimenta Bueno

Na manhã desta quinta-feira, o bombeiro militar Sérgio de Oliveira, 33 anos, imobilizou um suspeito de furto até a chegada da polícia.

 Segundo informações colhidas pela equipe de reportagem do site Pimenta Virtual, o furto aconteceu na rua Oclarindo Zanete, Loteamento Altoé, bairro Liberdade em Pimenta Bueno-RO.

 A vítima do furto trata-se de Francisco Perez, popular Xicão, que teve diversos objetos furtados, sendo: 1 Notebook Accer, 1 notbook Philips, 1 blu Ray Sony, 2 perfumes do boticário, 1 mochila cor preta e algumas bijuterias.

 Sérgio de Oliveira é vizinho de Xicão, ao saber do furto, saiu juntamente com Xicão, em busca do possível infrator, enquanto a polícia que havia sido comunicada se deslocava até o local do fato.

 Foi quando Sérgio avistou uma pessoa em atitude suspeita as margens da BR-364 em frente a CAERD, ao se aproximar, Sérgio identificou a pessoa como sendo a mesma que ele havia  visto no início da semana rondando a  casa de Xicão.

 Quando Sérgio se aproximou o suspeito tentou fugir, foi quando Sérgio o alcançou e aplicou um “Mata Leão”, imobilizando o possível infrator.

 Logo em seguida a polícia militar chegou com a viatura detendo o suspeito identificado como Cícero.

 Antes da chegada da polícia, Cícero ameaçou Sérgio de morte, disse que sabia onde Sérgio morava, dando inclusive detalhes do endereço.

 Com o suspeito foi encontrado apenas um conjunto de copos, que o infrator alegou ter  achado as margens  da BR, consigo também estava uma bicicleta Monark Vermelha.

 Diante disso, Cícero foi levado ao HPS Ana Neta para exames de praxe, em seguida foi encaminhado a 9ª DPC em Pimenta Bueno.

O suspeito tem uma tatuagem de palhaço na perna direita, tatuagem esta, que na linguagem do crime, simboliza a pessoa que comete pequenos furtos ou pequenos roubos, na cadeia é visto como “sangue bom”, pessoa que assume o crime dos outros.

Uma testemunha reconheceu o suspeito como sendo o infrator.

 Cícero negou a autoria do furto, como os objetos furtados não foram encontrados com o suspeito, ele foi liberado.   

Matéria: Pimentavirtual.com.br - Fábio Matias

Imagens: Kleyton Santos