Preferido de situação e oposição, Tite está perto de ser anunciado no corinthians - Ao Vivo Rondônia

Preferido de situação e oposição, Tite está perto de ser anunciado no corinthians

11/12/2014

Preferido de situação e oposição, Tite está perto de ser anunciado no corinthians

Tudo indica que será Tite o treinador do Corinthians em 2015. O treinador, campeão da Libertadores e do Mundial em 2012, acertou sua volta ao clube com Roberto de Andrade, ex-diretor de futebol e hoje candidato à presidência nas eleições de fevereiro. Há outros três pré-candidatos, e nenhum deles têm rejeição pela escolha de Tite.

 

Ainda não há contrato redigido nem papel assinado, o que deve ser resolvido nos próximos dias. Mas, hoje, nenhuma das partes vê motivo para o negócio não fechar - tudo indica que sim, que Tite será o treinador do clube alvinegro em 2015.

 

O Corinthians ficou sem técnico desde que o presidente Mário Gobbi decidiu não renovar o contrato de Mano Menezes. Tentou-se uma reunião entre todos os candidatos à presidência para que se chegasse a um nome de consenso. Nunca houve essa conversa, mas é certo que, entre os nomes disponíveis no mercado, o de Tite é o que menos ruído causa.

 

Para o time não ficar sem técnico até fevereiro, quando assume o novo presidente, seria preciso que Gobbi contratasse um novo treinador. O presidente, então, autorizou o candidato de seu grupo - Roberto de Andrade - a negociar com um treinador. Tite foi o escolhido.

 

As assessorias de Tite e do Corinthians confirmam a aproximação e a "grande possibilidade" de que o técnico volte a dirigir o clube onde trabalhou de 2010 a 2013. Mas os dois lados afirmam que ainda não há contrato assinado.

 

Em evento no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira, Tite limitou-se a dizer que voltará a trabalhar no ano que vem, mas que ainda não sabe em qual clube.

 

Tite também era alvo do candidato favorito a ganhar as eleições no Internacional, Vitório Píffero. Os dois chegaram a conversar, mas a negociação com o Corinthians andou mais rápido. Quem convive com o treinador garante que ele esteve sempre mais perto de voltar ao Parque São Jorge do que ao Beira-Rio.

 

 

Fonte: Globo Esporte